Conexão Tocantins Araguaína

Polí­cia

17/08/2015 - Redação

Foto: Divulgação

Uma ação de combate ao tráfico de drogas, deflagrada por Policiais Civis da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC), Núcleo Norte, em Araguaína, no início da tarde do último sábado, 15, resultou na prisão em flagrante de Marciana R. de S., de 24 anos, e na apreensão de 2,8 quilos de maconha, balança de precisão, uma pequena quantia em dinheiro, além de outros objetos de origem ilícita. 

Conforme o delegado José Anchieta, responsável pelo caso, há alguns dias, a Deic/Norte recebeu uma denúncia anônima de que Marciana estaria utilizando sua própria residência para comercializar e armazenar entorpecentes. Com base nessa informação, os policiais civis iniciaram as investigações e constaram que, de fato, a mulher mantinha uma “boca de fumo” na própria casa onde residia.

Diante disso, no início da tarde deste sábado, as equipes da Deic foram até o local, onde localizaram e apreenderam dois tabletes de maconha, pesando aproximadamente um quilo cada, os quais estavam escondidos dentro do muro da residência. Dando seqüência as buscas, os agentes localizaram mais oito pedaços da mesma droga, os quais pesaram cerca de 100 gramas cada um, além de dois potes com uma substância análoga ao Crack.

De acordo com o delegado, as investigações da Deic apontaram que a parte da droga, além de serras aprendidas, também conhecidas como ceguetas, seriam encaminhadas para dentro da Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota. No interior do imóvel, os policiais civis também apreenderam dois menores de idade, os quais auxiliavam Marciana na comercialização e armazenamento da droga.

Todos foram encaminhados a Deic, onde Marciana foi autuada por tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menores e, após os procedimentos cabíveis, a mulher foi encaminhada a Cadeia Feminina de Babaçulândia, onde ficará a disposição da Justiça. Também foram confeccionados dois Boletins de Ocorrência Circunstanciados (BOCs) para os dois adolescentes infratores, os quis foram entregues aos cuidados da Vara da Infância e da Juventude.