Conexão Tocantins Araguaína

Saúde

17/03/2014 - Redação

Foto: Divulgação

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) constatou a redução de 24% de números de casos confirmados de Leishmaniose Visceral Humana emAraguaína, comparando-se os dados de 2012 para 2013. A redução deve-se ao trabalho intensificado que a Prefeitura de Araguaína realizou no ano passado, durante a campanha “Minha Cidade Limpa”, em lotes e terrenos baldios em toda a cidade.

De acordo com os dados do CCZ, em 2012, o número de casos notificados foram 1.405; no ano seguinte, foram notificados 1.125; constatando uma redução de 20% nas notificações. Em relação ao número de casos confirmados da Leishmaniose VisceralHumana, foram 135 em 2012; e em 2013, foram 102 casos confirmados, havendo uma redução de 24%.

Calazar em animais

Ainda segundo os dados do Centro de Controle de Zoonoses, também houve uma redução de casos positivos em animais. Em 2012, dos 8.189 exames realizados, 2.522 casos foram confirmados em cães, sendo 31% de casos positivos; em 2013, foram realizados 7.179 exames realizados, desde, 1.875 foram confirmados, sendo 26% de casos confirmados.

Comparando-se com 2011, a redução de casos positivos nos cães foi maior ainda. Naquele ano, dos 3.946 exames realizados, 2.151 deram positivos, ou seja, 54% dos animais estavam infectados com a doença.

Limpeza

A coordenadora técnica do CCZ, Ketren Carvalho Gomes, destacou a importância dos moradores em continuar com os seus quintais e terrenos limpos, pois o vetor da doença, o mosquito flébotomo, para poder se proliferar escolhe locais sujos e acaba infectando os cães, que são os reservatórios naturais da Leishmaniose Visceral, e assim, transmitindo a doença para os humanos. “É preciso que a população se conscientize que manter o quintal limpo deverá ser uma ação contínua, preservando, assim, a saúde de toda a família e também dos vizinhos”, destacou. (Prefeitura de Araguaína)