Conexão Tocantins Araguaína

Polí­cia

27/02/2013 - Redação

Foto: Divulgação

Equipes de policiais civis da – Deic de Araguaina e de Palmas, sob o comando do delegado Mozart Félix, e apoio da delegada regional Verônica Costa, efetuaram a prisão, na noite desta terça-feira, 26, de Maria Alves Sandes da Silva, 32 anos acusada de ser uma da sequestradoras do garoto Pedro Paulo Leme de imperatriz-MA, fato ocorrido em junho de 2012.

De acordo com informações da delegada Verônica, a acusada foi presa em frente a sua residência algumas horas após ter participado do enterro de seu marido Geraldo Bueno da Silva que havia sido assassinado, no último domingo, no município paraense de São Geraldo do Araguaia. Ainda segundo a delegada, o casal já tinha contra si mandados de prisão preventiva expedido pela Vara Criminal de Imperatriz, sob a acusação de serem integrantes da quadrilha que sequestrou o garoto Pedro Paulo, naquele município no ano de 2012.

Após tomar conhecimento da morte de Geraldo no Pará, equipes da Deic passaram a monitorar sua companheira Maria e descobriram que a mesma estaria em Araguaina nesta terça-feira a fim de enterrar seu companheiro. Depois de constatar que a mulher estava de fato no Tocantins, os policiais civis da Deic, efetuaram a prisão da mesma no início da noite em sua residência situada no Setor São João.

Após ser presa, a acusada Maria Alves Sandes Silva foi submetida a uma rápida busca pessoal que revelou que a mesma portava um outro documento de RG onde constava o nome de Márcia Cristina Ribeiro. Maria foi então conduzida a sede da Deic em Araguaína onde aguardará recambiamento para o município de Imperatriz no Maranhão, onde deverá responder pelo crime que lhe é atribuído.

Relembre caso

O garoto Pedro Paulo Lemes de cinco anos de idade foi sequestrado por dois homens no dia 27 de Junho de 2012 quando estava em frente a sua residência localizada no centro da cidade Maranhense de Imperatriz. Na ocasião, o menino foi levado como refém juntamente com sua babá. Pedro Paulo foi libertado na noite de 10 de Julho de 2012, no povoado de Cicilândia, município de Palmeirante do Tocantins, após permanecer 14 dias em poder dos sequestradores.

Vários integrantes da quadrilha que sequestrou o garoto já se encontram presos, no entanto as buscas continuam no sentido de localizar e prender um casal acusado de participação no crime e que ainda se encontra foragido. (Ascom SSP)