Conexão Tocantins Araguaína

Educação

12/07/2011 - Redação

Os três cursos tecnólogos da Universidade Federal do Tocantins (UFT) obtiveram sua primeira avaliação do Ministério da Educação (MEC). Após visitas e análise de avaliadores do Ministério, os cursos de Logística, Gestão do Turismo e Gestão de Cooperativas, implantados no Campus de Araguaina há menos de dois anos, receberam nota quatro - o que representa conceito bom e também elevado, já que o valor máximo é cinco.

Foram avaliados itens como estrutura física, qualificação do corpo docente e projeto pedagógico de cada um desses cursos. Os avaliadores do MEC fizeram entrevistas pessoalmente com alunos, professores e técnicos da Universidade e andaram pelo campus, vendo de perto o dia-a-dia da instituição. No relatório final, a avaliação pontuou uma "titulação acima da média exigida para um curso de tecnologia" aos professores de Logística. Já no curso de Gestão de Cooperativas, o destaque ficou para a estrutura dos laboratórios especializados, que, de acordo com o Ministério, estão "implantados em quantidade e qualidade plenamente adequadas".

Em Gestão de Turismo, a avaliação ressaltou que o contexto educacional do curso considerou o "desenvolvimento econômico e a demanda do setor produtivo da região, a população do ensino médio e técnico local, a política institucional de expansão para a área tecnológica, bem como a implementação de políticas institucionais de maneira excelente, com exemplo da implementação de monitoria de apoio específica a alunos indígenas".

Tendência

Os cursos superiores de tecnologia, popularmente conhecidos como tecnólogos, possuem menor duração que os demais e estão em sintonia com o que há de atual no setor produtivo - por isso são tidos como tendência por muitos especialistas. Segundo o MEC, os graduados nesses cursos "são profissionais de nível superior com formação para a produção, inovação científico-tecnológica e para a gestão de processos de produção de bens e serviços”.

Na UFT, os tecnólogos foram implantados a partir do segundo semestre de 2009 como parte do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni). Na época, a Universidade rompeu com a tradição de oferta apenas de cursos bacharelados ou licenciaturas e apostou na visão de que a tecnologia aplicada pode atender às mais novas e urgentes demandas para o desenvolvimento regional. "Fomos ousados, com propostas inovadoras. Mas conseguimos manter a qualidade, que é a marca da UFT", afirma o reitor Alan Barbiero.

A decisão de implantar os cursos em Araguaina ocorreu por diversos fatores. A localização estratégica da cidade, parte do corredor multimodal centro-norte de transporte, exige cada vez mais profissionais capacitados para a área de logística. Com esse potencial de crescimento e como polo promissor da agroindústria, associações e empresas da produção local precisam se organizar para minimizar custos e melhorar a produtividade - para isso, a formação de cooperativas apresenta-se como forte tendência. Já a demanda por profissionais de gestão do turismo surge das possibilidades naturais do Tocantins, ainda sem rumos definidos de desenvolvimento. Ainda com o crescimento das classes B e C, há maior procura e mercado dessa área, tornando latente a gestão de um turismo sustentável.

Saiba mais

Para uma preparação em sintonia com essas realidades, os cursos tecnólogos oferecidos pela UFT são compostos por três ciclos, levando o aluno à compreensão de que, para uma completa formação acadêmica, são necessários conhecimentos básicos, além dos específicos exigidos pela profissão. O Ciclo de Formação Geral tem o objetivo de proporcionar uma compreensão mais crítica da realidade natural, social e cultural; o Ciclo de Formação Profissional propicia uma formação mais consistente com as atuais demandas profissionais e sociais; e o Ciclo de Aprofundamento em nível de pós-graduação, opcional para o aluno, visa aprofundar os estudos, preparando o profissional e pesquisador para atuar no atual contexto de desenvolvimento da ciência e da tecnologia.

A cada semestre são oferecidas cerca de 20 vagas em cada um desses cursos. Desde sua implantação, o curso de Logística esteve entre os mais concorridos da Universidade, alcançando 25,68 candidatos/vaga no Vestibular 2009 - mais concorrido até que o curso de Direito do mesmo período.

Fonte: Assessoria de Imprensa UFT