Conexão Tocantins Araguaína

Polí­tica

26/11/2010 - Maria José Cotrim

Alguns peemedebistas ligados ao governador eleito Siqueira Campos (PSDB) estão iniciando um articulação interna para que a legenda migre para a base de sustentação do tucano a partir do próximo ano e não seja oposição no Estado.

Embora o grupo de deputados e ainda o governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) já tenham feito compromisso em reunião e com os partidos aliados de permanecerem na oposição a Siqueira alguns membros do partido já se aproximam do tucano e defendem uma união entre PSDB e o partido.

Um desses defensores é o vereador do município de Araguaina, norte do Estado, Gerônimo Cardoso (PMDB) que em entrevista ao Conexão Tocantins nesta sexta-feira, 26, salientou que fará o que estiver ao seu alcance para que o partido se junte a Siqueira.

“Eu acredito que o partido tem que pensar no projeto Tocantins nesse momento e não pensar em bandeira partidária”, frisou.

Para o vereador, há uma abertura no partido para buscar uma aliança com o novo governo. “O próprio presidente do partido (Osvaldo Reis) ia vim para o lado do Siqueira, combinou mas não veio”, disse relembrando a campanha deste ano quando o presidente do partido, Osvaldo Reis esteve prestes à aderir à coligação de Siqueira.

Gerônimo citou ainda o deputado federal Moisés Avelino (PMDB) que também está ao lado de Siqueira e é inclusive cotado para integrar a composição da gestão do tucano.

O vereador ressaltou na entrevista que tem feito contato com o coordenador de transição, ex-senador Eduardo Siqueira e ainda com o governador eleito. “Tenho sempre conversado com eles e sou tratado com respeito e agradecimento”, salientou.

Questionado se pretende conversar com os parlamentares da legenda a fim de intermediar uma conversa com a equipe de Siqueira o vereador afirmou que se for preciso entrará na articulação.

Problemas de Araguaina

O vereador falou ainda sobre a situação do município após as eleições. “O governo do Estado fez uma parceria com a prefeitura para ajudar a cidade mas o convênio só foi pago a metade”, disse.

Segundo Gerônimo, o convênio tem valor de R$ 15 milhões e envolve a recuperação asfáltica da cidade. “Agora com a chuva está piorando”, completou.

“ O Valuar (prefeito Valuar Barros) está pedindo uma solução para a recuperação das ruas porque as obras estão paralisadas e a população esperava uma conclusão disso “, salientou.