Conexão Tocantins Araguaína

Saúde

12/01/2015 - Redação

Foto: Leila Mel

A dengue sorotipo 4 circula desde 2012 em Araguaína. A constatação foi feita pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da cidade. As amostras analisadas em testes de laboratório, durante o exame de isolamento viral, identificaram a presença do sorotipo 4 no exame de sangue de pelo menos dois pacientes em 2014.

Outras cinco amostras coletadas em novembro e dezembro do ano passado na Unidade de Pronto Atendimento da cidade ainda aguardam a liberação dos resultados por parte do Instituto Evandro Chagas, de Belém (PA).

Apesar da redução de 8% nos casos confirmados da dengue em Araguaína, de 494 casos em 2013 para 455 no ano passado, a circulação da variação do vírus na cidade intensificará as ações no órgão.

Novo vírus

Grande parte da população já foi exposta a outros sorotipos nos anos anteriores e por já ter tido contato com os vírus 1, 2 e 3, está suscetível ao novo vírus. O tipo 4 sofreu mutações e a população não tem anticorpos contra ele, aumentando, assim, o risco de contágio. Quem já teve dengue devido ao sorotipo 1 só pode ter novamente se ela for causada pelas demais variações.

A meta é que sejam feitas por ano dez coletas de sangue de pessoas com sintomas parecidos ao da dengue, para detectar o tipo de vírus circulante.

O sorotipo 4 da doença estava desaparecido há mais de 30 anos no município e é diferente dos outros que haviam circulado. A dengue sorotipo 4 não é mais perigosa que os demais modelos virais. Os sintomas dessa variação do vírus da Dengue são caracterizados por dor no fundo dos olhos, febre alta repentina, dor nas articulações (juntas), dores musculares e cansaço extremo.

Tratamento

O tratamento para dengue sorotipo 4 é feito à base de repouso e hidratação, mas é importante procurar um médico para fazer a medicação adequada. Tomar analgésicos por conta própria podem agravar os sintomas da dengue e é contraindicado nesses casos.

Para o prefeito, a participação popular conta pontos para que a cidade diminua os números. “Precisamos que a população de Araguaína nos ajude evitando água parada e diminuindo os focos da dengue. Avançamos nos últimos anos e conseguimos reduzir os casos de dengue e calazar. Há necessidade de reduzirmos ainda mais os casos confirmados, bem como o índice de infestação Predial e Depósito que ainda é muito alto”, alertou o prefeito Ronaldo Dimas. (Ascom Araguaína)

Por: Redação

Tags: Araguaina, CCZ