Conexão Tocantins Araguaína

Araguaína

11/08/2014 - Redação

Foto: Marcela Pires

Na manhã desta segunda-feira, 11, foi assinado o Termo de Seleção que garante o início das obras do Residencial Parque do Lago, localizado na parte sul do lago formado pelo Rio Lontra em Araguaína. A assinatura do documento aconteceu na sala de reunião do Gabinete e contou com a presença do prefeito Ronaldo Dimas, do secretário da Habitação, Geraldo Silva, e do representante da empresa vencedora da licitação, Raimundo Brasileiro, bem como dos veículos de comunicação locais. A partir de agora, a responsabilidade pela condução do projeto passa a ser da construtora licitada.

A empresa irá apresentar os projetos e construir 876 unidades habitacionais no terreno, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal. “A partir da assinatura deste termo, a empresa pode solicitar junto à Caixa Econômica Federal o recurso necessário para a construção do empreendimento”, explicou o secretário da Habitação, Geraldo Silva.

Em sua fala, o prefeito Ronaldo Dimas lembrou que o cadastro para a seleção foi realizado via internet e que, ao final, o site da prefeitura recebeu um total de 1.545 inscrições. O prefeito afirmou também que a responsabilidade pela seleção dos beneficiários será da empresa licitada. “O  empreendimento é destinado ao funcionalismo público, de órgãos federais, estaduais e municipais” disse ele, ressaltando que, em um prazo rápido, as propostas de valores das casas serão finalizadas.

Parque do Lago

O Parque do Lago é um residencial fruto da parceria entre a Prefeitura de Araguaína e Caixa Econômica Federal, através do programa Minha Casa Minha Vida - Faixa 2, onde serão construídas 876 moradias. As unidades habitacionais construídas em lotes de 09x30 metros, com boa localização, na outra margem do Rio Lontra, irá beneficiar servidores municipais, estaduais e federais, efetivos, comissionados ou contratados, que residem em Araguaína.

O novo setor está localizado estrategicamente entre quatro novos bairros e terá 22 quadras, compostas por quatro modelos diferentes de casas. Além disso, o novo setor ficará na área de abrangência do Anel Viário e da Via Lago. As casas serão construídas pelo programa Minha Casa Minha Vida, com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), gerido pelo Ministério das Cidades.

Os servidores públicos terão a possibilidade de quitar a residência em um prazo de até 360 meses. As casas atendem todos os padrões de qualidade estabelecidos pela Caixa. Além disso, o loteamento contará com creche, escola, Unidade Básica de Saúde (UBS) e Centro de Referência em Assistência Social (Cras). Todas as ruas serão pavimentadas. (Ascom Araguaína)