Conexão Tocantins Araguaína

Saúde

07/03/2014 - Redação

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Araguaína por meio da Secretaria Municipal de Saúde, já está abastecida com 4.464 doses da vacina, que estarão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde a partir desta segunda-feira, 10 de Março. O público alvo da primeira dose da campanha são adolescentes nascidas entre Janeiro de 2001 e Dezembro de 2005; e indígenas do sexo feminino, com nascimento registrado entre Janeiro de 2001 e dezembro de 2005.

Durante toda a semana, campanhas educativas de orientação e prevenção quanto ao Câncer do Colo do Útero Interino serão realizadas nos Cras I, II e III. Para participarem da ação, as adolescentes que compreendem a faixa etária acima deve levar o Cartão de Vacinação, o RG (ou Certidão de Nascimento) e o Cartão SUS.

De acordo com a coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal da Saúde, Maysa Santos, o “objetivo da Campanha de Vacinação contra o HPV no município é prevenir o câncer do colo do útero, refletindo, assim, na redução da incidência e da mortalidade por esta enfermidade”.

HPV

A vacina contra o papiloma vírus humano (HPV) foi liberada pelo Ministério da Saúde (MS) somente para meninas de 11 a 13 anos e as doses da vacina ajudam a proteger contra o câncer de colo do útero. A ação faz parte de programas do Sistema Único de Saúde (SUS) e a vacina será distribuída gratuitamente em um dos 36 mil postos de saúde, além de escolas públicas e privadas em todo o Brasil. A intenção do MS é que a faixa etária das beneficiadas seja ampliada de 11 para 9 anos de idade nos próximos anos e tem como meta até 2016 imunizar 80% dos 5,2 milhões de meninas com esta idade. Estima-se que entre 25% e 50% da população feminina e 50% da população masculina mundial esteja infectada pelo HPV, segundo pesquisas recentes.

Colo do Útero

O câncer do colo do útero Interino não apresenta sintomas, sendo considerada uma doença silenciosa. Para saber se tem a doença, a mulher com vida sexual ativa deve submeter-se ao exame preventivo, conhecido como “papanicolau”, anualmente, por dois anos consecutivos. Esse tipo de câncer é o que mais afeta a mulher na fase reprodutiva e está diretamente ligado ao HPV. O câncer é a segunda maior causa de mortes no Brasil, perdendo apenas para os acidentes de trânsito. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer José de Alencar Gomes da Silva (Inca), a projeção é que este ano o câncer de colo de útero será o terceiro com maior incidência na população feminina, ficando atrás apenas do câncer de cólon e reto e o câncer de mama. (Prefeitura de Araguaína)