Conexão Tocantins Araguaína

Araguaína

29/01/2014 - Redação

Foto: Divulgação

O prefeito de Araguaina, Ronaldo Dimas (PR),  reuniu-se com representantes de órgãos de segurança pública e entidades civis para discutir novas ações de combate à criminalidade em Araguaína. O encontro ocorreu na tarde desta última terça-feira, 28, no Gabinete da Prefeitura, e resultou na elaboração entre os participantes de uma pauta de reivindicações que será entregue ao Governo do Estado, além de medidas imediatas como a parceria entre Prefeitura e iniciativa privada para instalação do sistema de monitoramento por câmeras, inicialmente prevista para a região comercial da cidade.

Ronaldo ressaltou que é preciso dar mais atenção para as barreiras policiais nas entradas da cidade, tanto nas rodovias estaduais quanto na federal. “Sabemos que boa parte da criminalidade vem de outros Estados e quando os crimes são cometidos, a tendência é fugir para outras regiões”, disse. Uma proposta de parceria entre a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal foi apresentada para reativação do posto policial na saída norte da BR-153. Para dar condições de execução à ação, uma das reivindicações apresentadas foi o aumento do efetivo policial, que já teve uma sinalização positiva do Governo do Estado ainda durante a reunião.

Participaram do encontro representantes da OAB, Lojas Maçônicas, Aciara, Associação dos Contadores, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Sindicato Rural, Lions Clube, o deputado federal César Halum e o vereador Divino Bethânia. 

Vigilância 

Os representantes da Associação Comercial e Industrial de Araguaína – Aciara reforçaram o pedido ao município sobre o sistema de monitoramento por câmeras, principalmente na área comercial da cidade, visto que, segundo a associação, todos os dias, pelos menos dois estabelecimentos são assaltados. Ronaldo salientou que o projeto feito pela Prefeitura ainda em 2013 foi aprovado com elogios pelo Governo Federal, mas o recurso não foi empenhado pela União. “Agora vamos solicitar mais uma vez o apoio do Estado para implantação do projeto e contamos com a ajuda da iniciativa privada também”, completou Dimas. Os empresários prontificaram-se a entrar nesta parceria, que ainda contará com a participação do Detran, PM e Secretaria de Segurança Pública do Estado. 

Trânsito 

O prefeito aproveitou a oportunidade e falou dos investimentos do município no trânsito com a criação da Agência Municipal de Trânsito e Transportes – AMTT, que aguarda votação na Câmara de Vereadores, concurso público para contratação de agentes de trânsito, parceria com o Detran e licitação de um pátio para guarda de veículos apreendidos. “Vamos tomar medidas mais imediatas, mas temos algo mais organizado planejado para o nosso trânsito. E o apoio do Estado será importante para concretizarmos muitas dessas ações”, afirmou Ronaldo.

A Prefeitura aguarda um posicionamento do Governo quanto à empresa que será responsável pelo recolhimento dos veículos autuados por irregularidades. “E paralelamente a isso, o município fará uma licitação própria para o depósito dos veículos que podem ser apreendidos pela AMTT”, anunciou o prefeito. 

Mais ações 

A integração entre as polícias Civil e Militar também foi outro ponto solicitado. Segundo o delegado Rerisson Macedo, o trabalho de investigação aliado ao serviço de inteligência da PM são ferramentas fundamentais para a prevenção de crimes. “Seria apropriado criarmos uma célula de inteligência com representantes das duas polícias e com apoio da população”, reforçou.

A parceria com as comunidades também foi lembrada por meio da ação das Bases Comunitárias. Segundo o presidente do Conselho de Segurança das Células Comunitárias, Dearley Kuhn, de nove unidades, apenas três permanecem em atividade. “Precisamos que o apoio do Estado retorne. As informações dos cidadãos são imprescindíveis para a resolução de crimes e prevenções. Eles sabem o que acontecem no bairro onde moram”, comentou o presidente. 

Pauta de reivindicações 

No final da reunião, os participantes elaboraram um documento contendo as deliberações acordadas para ser entregue pelo prefeito Ronaldo Dimas ao governador Siqueira Campos durante uma audiência prevista para o próximo mês. Seguem as reivindicações: 

- Aumento do efetivo da Polícia Militar e Polícia Civil;

- Integração da Polícia Militar e Polícia Civil;

- Aquisição de criptografia na comunicação (rádio comunicador) das Polícias;

- Aquisição de Bafômetro;

- Implantação do Pátio para guarda de veículos apreendidos;

- Criação Unidade Mista de Inteligência com instauração de inquérito policial;

- Parceria com os Agentes de Trânsito do Detran;

- Efetiva e contínua fiscalização dos postos de entrada/saída da Cidade;

- Implantação da Polícia Militar em parceria com a Polícia Rodoviária Federal de um posto policial na BR-153/Norte;

- Sistema de monitoramento será implantado, primeira parte, pela parceria entre Prefeitura e iniciativa privada, que buscarão conjuntamente a participação do Governo do Estado, através da Polícia Militar, Detran e SSP.