Conexão Tocantins Araguaína

Cidades

14/11/2013 - Redação

Foto: Ascom Prefeitura Assinatura da ordem de serviço para construção de outras 1.500 casas Assinatura da ordem de serviço para construção de outras 1.500 casas

Em meio à programação do aniversário de Araguaína, o prefeito Ronaldo Dimas, acompanhado do secretário de Habitação, Elenil da Penha, assinou a ordem de serviço para o início de construção de 1500 unidades nos residenciais Lago Azul III e IV, inseridas no programa habitacional do Governo Federal, Minha Casa Minha Vida. No lançamento da obra, o prefeito lembrou que o trabalho para alcançar a meta de governo começou ainda antes da gestão. “Logo que fui eleito, reuni as equipes para pleitearmos as casas junto ao Ministério das Cidades. E fomos eficientes nesta tarefa”, contou Dimas.

Além dessas casas, há, também, um contrato já assinado com a Caixa Econômica Federal para a construção de mais 1030 casas, que farão parte da residencial Lago Azul I e serão destinadas às famílias com renda de até R$ 1.600,00.

Na presença do gerente Igor Caldeira, representante da Caixa Econômica Federal, o secretário Elenil ressaltou que, somadas as 2204 casas do residencial Costa Esmeralda, a meta de governo está muito próxima de ser alcançada. "Enquanto houver déficit habitacional em Araguaína, vamos trabalhar para trazer casas populares para a população que precisa. É uma mudança total de vida para milhares de pessoas”, afirmou. “E ainda temos as casas que vamos construir na área doada pelo Estado. O objetivo é direcionar essas unidades para servidores públicos municipais e estaduais que ainda não têm residência própria. Com isso, vamos ultrapassar nossa meta”, completou Ronaldo.

Residencial Lago Azul

Duas empresas serão responsáveis pela construção das casas. A Construtora Central do Brasil – CCB fará 1000 unidades com recursos de R$ 60 milhões. Já a construtora M21 será responsável por 500 unidades, orçadas em R$ 30 milhões. O prazo para finalização das casas é de 15 meses, com previsão de entrega para fevereiro de 2015. (Ascom Prefeitura)