Conexão Tocantins Araguaína

Polí­tica

12/11/2013 - Redação

Foto: Ana Maria Negreiros/Conexão Tocantins

Pela primeira vez em Araguaína nos três anos de gestão do atual mandato, o governador Siqueira Campos foi surpreendido no evento de lançamento da construção do Hospital Geral de Araguaína por protestos contra sua gestão. Irritado, o governador disse: “são vagabundos que se vendem. Estão pisando no Estado que construí”. Aplaudido, continuou: “isso aí é desordeiro, pessoa desocupada, ganhando um dinheiro para comprar crack, pois leva para frente”, afirmou Siqueira, olhando para os cidadãos que protestavam.

Antes do discurso de Siqueira Campos, o prefeito Ronaldo Dimas pediu desculpas pelo protesto. O prefeito afirmou: “o povo de Araguaína é ordeiro e trabalhador. Esses vieram badernar”.

O protesto começou quando o ex-deputado Jorge Frederico estava discursando. Manifestantes, uns três, seguravam cartazes com frases contra o governador e gritavam quando havia elogio. O comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, Major Silva Neto, conversou com eles. Na hora em que o governador Siqueira Campos assinou a ordem de serviço para a o início da obra, policiais rasgaram os cartazes.

Intitulados ONG SOS Liberdade os manifestantes relembravam a promessa do governador Siqueira Campos de reduzir a conta de energia do tocantinense. Eles também pediam redução de impostos, saúde, menos violência e mais educação.

O lançamento da obra do Hospital Geral de Araguaína aconteceu na tarde desta terça-feira, 12, no Jardim dos Ipês. A empresa responsável pela execução das obras é a LDN, contratada através de licitação por Regime Diferenciado de Contratação – RDC, modalidade de licitação mais ágil.