Conexão Tocantins Araguaína

Saúde

24/10/2013 - Redação

Foto: ASCOM/Pró-Saúde Projeto Araguaína A doméstica Deusirene Pereira dos Santos espera o filho em casa A doméstica Deusirene Pereira dos Santos espera o filho em casa

Ainda sem nome, o recém-nascido da doméstica Deusirene Pereira dos Santos de 40 anos, continua internado na Unidade de Tratamento Intensivo – UTI do Hospital e Maternidade Dom Orione. A mãe, já está em casa com seus outros cinco filhos.

O parto de Deusirene Pereira dos Santos virou notícia em âmbito nacional porque ela não sabia que estava grávida. De acordo com a filha Vanessa Santos de 18 anos, na Maternidade informaram que a mãe já estava no nono mês de gravidez.

O único sintoma que Deusirene teve da gravidez foi o atraso na menstruação. Mas ela pensou que já estava na menopausa. No dia 18 de outubro ela procurou a Unidade de Pronto Atendimento 24h Anatólio Dias Carneiro em Araguaína sentindo fortes dores abdominais e nas costas. Ela foi atendida pela médica Marcela Rios, que a colocou em observação enquanto aguardava a realização dos exames para nova avaliação.

Enquanto as enfermeiras Aricelia Carvalho e Jaqueline Uchôa acompanhadas pela técnica de enfermagem Hosana Ferreira Araújo Concerição faziam o exame físico, Deusirene começou a expulsão do feto. A equipe fez o parto e encaminhou ambos para a Maternidade Dom Orione.
O pai da criança é ajudante de pedreiro. O casal tem seis filho, sendo que a penúltima tem um ano e quatro meses. Segundo a filha mais velha, Vanessa, o nome do caçula da família será escolhido antes dele receber alta. O nascimento da criança aconteceu no dia 18 de outubro.

Agora, Deusirene quer fazer laqueadura e também está precisando de ajuda para conseguir roupas, fraldas e móveis para o menino que nasceu na sexta-feira (18). O recém nascido está se recuperando e logo deve ir para a casa.