Conexão Tocantins Araguaína

Meio Jurídico

21/10/2013 - Redação

Ações penais ajuizadas até 31 de dezembro de 2009 relativas a crimes dolosos contra a vida serão apresentadas no Tribunal do Júri Popular durante Mutirão de Julgamentos em Araguaína. A defesa de 60% dos réus é gratuita, realizada por defensores públicos, nos demais processos foram constituídos advogados. A ação atende à Meta 4 e 4.1 do Conselho Nacional de Justiça com o objetivo de julgar os processos criminais mais antigos.

Os júris acontecem até a próxima sexta-feira, 25, nas salas A, B e C da Faculdade Católica Dom Orione, a partir das 8h, aonde serão realizados simultaneamente três júris por dia, totalizando 15 processos criminais.

Da comarca, os defensores públicos Cristiane Japiassu, Hildebrando Carneiro e Rubismark Saraiva atuarão na defesa dos réus, e também contarão com o apoio dos defensores Edney Vieira de Moraes e Luís Gustavo Caumo, respectivamente das comarcas de Palmas e Guaraí.

O Tribunal do Júri de Araguaína segue com as sessões da 5ª Temporada de Julgamentos, na qual outros quatro crimes contra a vida ainda serão apresentados. Os julgamentos acontecem dia 21, 24, 30 e 31 de outubro no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Araguaína. Na pauta de julgamento foram elencados oito processos, a Defensoria Pública atuou em cinco deles. Nas quatro temporadas anteriores, a Defensoria atuou em 19 processos dos 29 apresentados, abrangendo mais de 65% dos casos. (Keliane Vale / Defensoria Pública)