Conexão Tocantins Araguaína

Geral

29/07/2013 - Redação

A empresa Foz/Saneatins informou à Prefeitura de Araguaína que estará iniciando várias obras e investimentos para a expansão e melhoria dos Sistemas de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário do município. As obras estão previstas no Programa de Trabalho apresentado ao prefeito Ronaldo Dimas.

De acordo com a empresa, as obras serão realizadas nos setores Maracanã, Universitário, Barros, Patrocínio, Coimbra, Jardim das Flores, Ana Maria, Morada do Sol 3ª Etapa, Setor Imaculada Conceição, parte dos setores Raizal e Araguaína Sul, Nova Araguaína, Barros, Monte Sinai, Maracanã, Araguaína Sul e Cimba.

Entre as obras anunciadas estão previstas uma ponte, implantação de poços tubulares profundos (artesianos), ampliação da rede de distribuição, implantação de adutoras interligando reservatórios, implantação de reservatórios de distribuição de água, além do início das obras de uma nova estação de tratamento de esgotos, a ETE Lontra.

A empresa informou ainda que antes de cada obra é realizado o Programa Sócio Ambiental nos setores beneficiados. Outras ações, como a entrega de panfletos educativos e informações sobre as obras que serão executadas e possíveis transtornos, estão previstas no programa.

 O programa prevê a continuação/conclusão de obras iniciadas em 2012 e início de novas obras em 2013.

 Lei Municipal nº 007

No início deste ano, o prefeito Ronaldo Dimas encaminhou à Câmara de Araguaína projeto de lei que estabelecia regras mais rígidas para a conservação e reparação da malha viária da cidade. A Lei Municipal nº 007, de 21 de fevereiro de 2013, aprovada, prevê que os concessionários de serviços públicos fiquem obrigados a informar à Prefeitura, por meio da Secretaria de Planejamento, a cada 30 dias, obras de alterações e novas ligações, além de ampliações e modificações nas redes de distribuição de água, esgoto, energia e telecomunicações.

A lei ainda traz no artigo 3º que o concessionário deverá pavimentar ou recuperar determinada via e terá o prazo improrrogável de 60 dias para realizar todo e qualquer serviço subterrânea necessário. (Ascom Saneatins)