Conexão Tocantins Araguaína

Polí­cia

25/01/2013 - Redação

Foto: Divulgação

Uma equipe de policiais da Delegacia Especializada em Repressão a Narcóticos – Denarc, sob o comando do delegado Carlos Miguel Manso efetuou, na tarde desta quinta-feira, a prisão de Antônio Cardoso dos Santos, 35 anos acusado pelo crime de tráfico de drogas e do mototaxista Deroci Pereira Rodrigues, 41 anos sob a acusação do crime de associação para o tráfico.

Na mesma ação, a Denarc efetuou ainda, a apreensão do menor A.S.S, 15 anos e aprendeu cerca de 1,5 kg (Um quilo e meio de Crack e também a nova variante de cocaína, conhecida como “escama de peixe”, uma droga muito mais cara em relação a cocaína normal e com teor de pureza que alcança os 98%, o que faz dela uma substância muito mais perigosa e destrutiva  se comparada ao produto tradicional. Somente a cocaína foi avaliada, pelos policiais civis, em mais de R$ 90.000,00 (Noventa Mil Reais).

Segundo o delegado Carlos Miguel, a Denarc recebeu uma denúncia anônima de que havia um menor de idade trazendo drogas da cidade de Araguaína para Palmas. Os Policias Civis, imediatamente partiram em diligência ao Jardim Aureny I, e foi montada uma campana, nas imediações de uma rotatória, no sentido de monitorar o menor, que já se encontrava no local.

Por volta das 17h40min, o acusado Antônio Cardoso dos Santos chegou ao local conduzido pelo mototaxista Deroci, que segundo a Polícia Civil tinha conhecimento da atividade criminosa que estava acontecendo, uma vez que, mesmo após visualizar a droga, o acusado deixou o local conduzindo o mesmo traficante que havia trazido.

Antônio passou a conversar com o menor que o aguardava e, após alguns instantes o adolescente retirou de uma mochila que carregava, uma sacola contendo aproximadamente meio quilo de Crack e repassou a droga ao acusado de trafico. Nesse momento, Antônio e o menor se separaram tomando rumos diferentes. Os agentes da Denarc, de imediato, iniciaram a perseguição às motos que conduziam o traficante e o adolescente.

Antônio e Deroci foram abordados e presos ainda nas imediações dos Jardim Aureny I e, após um rápida busca pessoal, foi encontrado em poder de Antônio, a quantia de Crack que ele havia recebido do menor A.S.S. Nesse momento os outros policiais civis da Denarc continuaram a monitorar o menor de idade até que o mesmo foi abordado e preso, na rodoviária de Palmas após receber, de uma outra pessoa, cerca de 1 quilo de cocaína denominada escama de peixe.

No momento em que foi abordado e ao ser indagado pela autoridade policial, o adolescente afirmou que havia sido orientado por Antônio a retornar a rodoviária a fim de receber uma determinada quantia de cocaína, o que de fato veio a se confirmar. A PC apurou ainda que o menor, após entregar o Crack em Palmas, voltaria para Araguaína  levando a cocaína que tinha pego aqui, em uma espécie de permuta criminosa.

Além da cocaína e do Crack, a Polícia Civil também apreendeu celulares e aproximadamente R$ 197,00 (Cento e Noventa e Sete Reais) em espécie.

Para o delegado responsável pelo caso, tudo indica que o menor, por conta de sua idade, estaria sendo usado como uma espécie de “mula”, para o transporte de drogas de Araguaína a Palmas sem levantar suspeitas. 

Após serem presos, Antônio Cardoso dos Santos e Deroci Pereira Rodrigues foram conduzidos a sede da Denarc onde foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, respectivamente, sendo então encaminhados para a Casa de Prisão Provisória de Palmas, onde ficarão à disposição da justiça. Já o menor A.S.S, também foi apreendido e se encontra sob custódia dos órgãos competentes.

Segundo o delegado Carlos Miguel Manso, as ações de combate ao tráfico de drogas efetuadas pela Denarc, serão ainda mais incisivas no intuito de desestabilizar o tráfico de drogas em Palmas e, consequentemente, trazer mais paz e tranquilidade a população da capital. “Temos orientação do Secretário da Segurança Pública Dr. João Coelho e da Chefia da Polícia Civil de não medir esforços para reprimir e intensificar os trabalhos visando à apreensão de drogas e a prisão de pessoas ligadas ao seu comércio”, frisou o Delegado.