Conexão Tocantins Araguaína

Educação

02/06/2012 - Redação

A Escola Municipal José Ferreira Barros de Araguaína está entre as dez escolas do País classificadas com projetos de educação inclusiva, em forma de Relatos de Experiências. Segundo informações do diretor da escola, Lusmar dos Santos Guimarães, o Projeto "Inclusão – Um Reflexo na qualidade da Educação” com autoria da professora de Atendimento Educacional Especializado Ana Paula Sousa de Oliveira da Silva e do coordenador pedagógico Juscelino Laurindo dos Santos, foi escolhido.

A escola receberá visita técnica, de segunda a quarta-feira, 6, da representante da Comissão de Seleção do “II Prêmio Experiências Educacionais Inclusivas - A Escola Aprendendo com as Diferenças”, Úrsula Maia, que é dirigente de Educação Especial do Estado do Acre. Ela foi convidada pelo Ministério da Educação (MEC) para visitar no Tocantins um dos dez melhores relatos de escolas públicas do Brasil.

O prêmio tem como objetivo promover, difundir e valorizar experiências escolares inovadoras e efetivas de inclusão escolar de estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação, realizadas por gestores, educadores, professores e estudantes, tendo como base a Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação-Inclusiva.

Os relatos na categoria Escolas Públicas representam o processo de transformação instituído no Projeto Político Pedagógico (PPP) de cada escola. A seleção de relatos dessa categoria seguiu os seguintes critérios: uma experiência coletiva e colaborativa; PPP da escola na perspectiva da educação inclusiva; promoção da acessibilidade na escola; participação da família e da comunidade; articulação intersetorial das políticas públicas e os demais serviços da comunidade; estratégias pedagógicas do Atendimento Educacional Especializado (AEE); estratégias pedagógicas da sala de aula comum; e estratégias de gestão escolar. (Ascom da Escola)