Conexão Tocantins Araguaína

Polí­tica

11/05/2012 - Maria José Cotrim

Foto: Divulgação

O afastamento do prefeito de Araguaina, Valuar Barros (DEM), segunda maior cidade do Estado, por decisão judicial, gerou uma instabilidade administrativa na opinião de vários líderes políticos da cidade. A mudança no entanto não gera impactos políticos, segundo avaliou o pré-candidato do PR, Ronaldo Dimas em entrevista ao Conexão Tocantins nesta sexta-feira, 11.

“Este momento é péssimo para a cidade. Araguaina sofre de uma falta de credibilidade gerada para o Estado e o País. É uma cidade importante para sofrer este tipo de mazela”, frisou.

Com relação ao motivo do afastamento de Valuar, Dimas diz acreditar que o gestor não agiu de má fé ao contratar uma empresa sem licitação para a festa de Carnaval deste ano. “O Valuar tem que se defender. Não acredito que ele tenha agido de má fé e sim por falta de uma assessoria adequada”, opinou.

Agentes políticos da cidade têm apontado que o prefeito em exercício, Amilton da Caixa do PSDB tem intenção de tentar disputar a prefeitura o que poderia bater de frente com os interesses do PR na cidade. Sobre essa possibilidade, Dimas frisou que não acredita que este momento traga reflexos políticos para a cidade.

Com relação à possível pretensão de Amilton, Dimas avaliou que no momento o vice-prefeito precisa ajudar Valuar e dar continuidade à administração. “O que eu tenho visto nas minhas andanças e conversas com a população é que ninguém aguenta mais a coisa do que jeito que está. O povo quer mudar. Araguaina precisa de uma administração mais técnica”, frisou.

Alguns líderes de partidos ligados à prefeitura e também da oposição avaliam que a cidade passa por um momento de transição política e administrativa com o afastamento de Valuar. Amilton da Caixa já no segundo dia à frente do Paço fez troca de auxiliares de governo e secretários.