Conexão Tocantins Araguaína

Estado

05/04/2012 - Redação

Foto: Divulgação

Em nota oficial encaminhada na manhã desta quinta-feira, 5, a Prefeitura de Araguaina se defendeu das acusações feitas pelo Ministério Público Estadual, sobre suposto desvio de verbas que totalizam mais de R$ 8,7 milhões da administração municipal.

No documento encaminhado por sua assessoria de comunicação, a Prefeitura frisa que ainda não foi notificada oficialmente sobre as investigações do MPE e destaca os quase quatro anos de gestão da segunda maior cidade do Tocantins. “Não foi notificada oficialmente sobre qualquer pedido de afastamento do cargo, do Prefeito Valuar Barros, ou de qualquer servidor público desta municipalidade, pelo Ministério Publico Estadual, tão pouco sobre irregularidades em procedimentos licitatórios”.

Confira abaixo a íntegra da nota encaminhada pela Prefeitura de Araguaina.

Nota à Imprensa


A Prefeitura de Araguaína vem a publico, por meio de sua Assessoria de Comunicação, informar que não foi notificada oficialmente sobre qualquer pedido de afastamento do cargo, do Prefeito Valuar Barros, ou de qualquer servidor público desta municipalidade, pelo Ministério Publico Estadual, tão pouco sobre irregularidades em procedimentos licitatórios.

Esta administração reitera que tem trabalhado ao longo destes 03 anos e 04 meses respeitando todos os preceitos legais, e permanecera agindo desta forma até os termino do atual mandato.


Após o recebimento de notificação oficial, a Administração Pública Municipal se colocará a inteira disposição da sociedade para prestar quaisquer esclarecimentos, demonstrando que em momento algum houve irregularidades.