Conexão Tocantins Araguaína

Polí­tica

08/02/2012 - Redação

Foto: Divulgação

O senador Vicentinho Alves (PR) recebeu nesta última terça-feira, 7, em seu gabinete para uma reunião de trabalho a assessora da presidência da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Ilma Ferreira Lima para tratar da liberação para funcionamento do Aeroporto de Araguaina.

O senador encaminhou à presidência da Anac relatório técnico desenvolvido pela empresa Copavel Consultoria de Engenharia Ltda, sobre as condições estruturais do aeroporto para operação de voos.

A empresa foi contratada pelo governo do Tocantins para elaborar laudo técnico, após a realização de medições de aderência no pavimento das pistas de pouso e decolagem do aeroporto.

“A medição foi realizada com equipamentos de última geração para este tipo de análise. O equipamento utilizado foi o Grip Tester, instrumento aprovado para uso de acordo com os requisitos da International Civil Aviation Organization. Estes ensaios foram realizados no último dia 27 de janeiro”, informou Vicentinho, que também é piloto comercial por formação.

Os levantamentos foram realizados em 1600 metros da pista em momentos do dia em que a temperatura variou entre 29° e 43° graus.

O relatório atesta as condições de segurança da pista do Aeroporto de Araguaina sendo, portanto, documento válido para conseguir junto à Agência Nacional de Aviação Civil a autorização para o funcionamento do aeroporto e a operacionalização de voos.

Entre os dias 18 e 19 de maio de 2010, uma equipe da Anac realizou um Relatório de Inspeção Aeroportuária (RIA) no aeroporto de Araguaina e constatou muitas irregularidades que incapacitavam o aeroporto de operacionalizar voos. Em 2011, o Governo do Tocantins iniciou o serviço de recuperação do aeroporto.

“Após realizar obras de recuperação na estrutura do aeroporto de Araguaina, o governador Siqueira Campos determinou a realização da análise técnica na estrutura do aeródromo para que a Anac verifique se as modificações atendem aos critérios de segurança para o uso operacional da pista e do restante da estrutura do aeroporto”, pontuou Vicentinho.