Conexão Tocantins Araguaína

Estado

24/01/2012 - Redação

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio da 12ª Promotoria de Justiça de Araguaina, instaurou, no último dia 17, Inquérito Civil Público para apurar se houve irregularidades cometidas por parte da Central Geradora Hidrelétrica denominada “Corujão”, localizada em Araguaina, ao rebaixar nível do reservatório no fim do ano passado.

De acordo com o Promotor de Justiça de Defesa do Meio Ambiente e Urbanismo, Rodrigo Grisi Nunes, a empresa Alvorada Energia S.A, responsável pelo empreendimento, justificou que o procedimento foi necessário por causa de fissuras na barragem que poderiam causar um possível rompimento, gerando necessidade de reparos no local.

No inquérito, o Promotor de Justiça requisitou informações sobre providência por parte do Naturatins e que o Corpo de Bombeiros realize vistoria no empreendimento, identificando se há rachaduras no barramento, possíveis consequências e medidas necessárias para prevenir ou reparar eventuais danos ao meio ambiente e a vida, saúde e patrimônio das pessoas que habitam nas proximidades. Também foi solicitado ao Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do Meio Ambiente auxílio técnico para perícia, detectando assim, possíveis impactos ambientais, caso não sejam tomadas medidas necessárias. (Ascom MPE)