Conexão Tocantins Araguaína

Polí­cia

03/01/2012 - Redação

Foto: Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal encerrou nesta última segunda-feira, 2 de janeiro, a Operação Fim de Ano. Durante dezoito dias, que compreenderam períodos festivos como Natal e Réveillon, milhares de pessoas viajaram pelas rodovias brasileiras, especialmente para visitar familiares e amigos.

No Tocantins, a PRF, segundo sua assessoria, enfrentou dificuldades diante do desafio: o aumento no fluxo de veículos durante o fim de ano, aliado às imprudências no trânsito e à carência de maior efetivo de policiais resultaram em uma combinação perigosa. chuva e pista molhada, além de buracos em locais específicos, também preocuparam o órgão, que trabalhou para oferecer mais segurança aos usuários das vias rodoviárias.

Ainda assim, houve considerável redução de vítimas e acidentes: de um total de 81 acidentes em 2010/2011, o número passou para 62 acidentes em 2011/2012, a maioria deles apenas com danos materiais. A média neste ano foi de um acidente a cada 7 horas, sendo que no ano passado foi de um acidente a cada 5h e meia.

Quanto aos feridos e mortos, também houve redução. Se no ano passado 90 pessoas ficaram lesionadas, neste ano foram 74, o que representa uma redução de 17,7%. O total de mortes foi o mesmo: 9 pessoas em 2010/2011 e em 2011/2012.

A PRF no Estado do Tocantins conta com postos nos municípios de Gurupi, Paraíso do Tocantins, Guaraí, Araguaina e Palmeiras do Tocantins, e atende às BRs 153, 226, 242 e 230. Durante a Operação Fim de Ano, trabalharam setenta policiais rodoviários federais.

Características dos acidentes

A maior parte dos acidentes ocorreu na região central do Estado, na BR-153: foram 26. Na região norte foram contabilizados 19 acidentes. Já no sul do Tocantins foram 17. Os municípios onde foram registrados o maior número de acidentes foram Rio dos Bois (7), Gurupi (6) e Araguaina (5).

Os tipos de acidentes mais comuns: colisão traseira (35%), saída de pista (27%) e colisão lateral (17%). As principais causas de acidentes registradas pela PRF foram: falta de atenção (22%), não guardar distância de segurança (19%), defeito mecânico em veículo e ultrapassagem indevida, ambos com 11%.

Quanto às condições metereológicas, um dado interessante: apesar da quantidade de chuvas no período, 48% dos acidentes ocorreram com céu claro, e 21% com forte sol. Apenas 17% ocorreram durante as chuvas, e 14% em tempo nublado ou com neblina. 73% dos acidentes aconteceram durante o dia, e 27% durante a noite.

Os acidentes envolveram, em sua maioria, veículos de passeio (automóveis e motocicletas): estes compreenderam 57% dos veículos. 30% foram veículos de carga ou tração, e os demais das espécies misto e especial.

Acidentes graves

Dentre os 18 dias da operação, apenas em 4 ocorreram acidentes com morte. Na madrugada do dia 21 de dezembro ocorreu o de maior gravidade, em Barrolândia, quando um ônibus com 56 passageiros colidiu com um caminhão baú que estava carregado de motocicletas. Cinco pessoas morreram na hora, e 47 pessoas ficaram feridas. O caso ganhou repercussão nacional.

Os outros acidentes com mortes foram nos dias 26 e 31 de dezembro e no dia 02 de janeiro. No primeiro, um caminhão colidiu com uma motocicleta. O motociclista, de 48 anos, morreu na hora. No segundo acidente, novamente um caminhão colidiu com uma motocicleta. O condutor da motocicleta, de 33 anos, morreu e o passageiro, de 35 anos, ficou gravemente ferido. No terceiro acidente, um Fiat Uno bateu de frente com um caminhão, próximo a Figueirópolis. O condutor e o passageiro do Uno, de 67 e 66 anos respectivamente, morreram no local do acidente.

Infrações

As infrações de trânsito cometidas na direção de veículo automotor são uma das principais causas contribuintes para os acidentes. A PRF emitiu um total de 1178 autos. Os motivos mais comuns que resultaram nas notificações foram: ultrapassagem em faixa contínua amarela (346), veículo com sistema de iluminação alterado (56), dirigir veículo sem possuir carteira de habilitação (51) e conduzir veículo com licenciamento vencido (41). Ainda, 21 autos foram emitidos para veículos de carga por excesso de peso – fator que danifica a rodovia e propicia o surgimento de buracos e irregularidades na pista.

Criminalidade

Durante este período festivo, alguns condutores exageraram na diversão e consumiram bebida alcoólica antes de dirigir. A PRF realizou um total de 661 testes com etilômetro, sendo que 7 condutores foram flagrados pelo aparelho. A mistura de bebida com direção é perigosa, pois coloca as vidas no trânsito em grande risco.

A PRF também deteve 2 pessoas por haver contra elas mandado de prisão em aberto, expedido por autoridade judiciária. 7 metros cúbicos de madeira foram apreendidos, pois estavam sem documentação ambiental. Dois homens utilizavam documentos com adulteração, e também foram encaminhados à Delegacia de Polícia. Um condutor foi preso por omissão de socorro, pois envolveu-se em acidente com vítima e não prestou socorro, fugindo do local.

Acidentes


2010/2011

2011/2012

Variação (%)

Acidentes sem vítima

38

41

-7,8

Acidentes com feridos

36

17

-52

Acidentes com morte

7

4

-42

TOTAL DE ACIDENTES

81

62

-23

Nº de feridos

90

74

-17,7

Nº de mortos

9

9

0

TOTAL DE VÍTIMAS

99

83

-16

Fiscalização

2010/2011

2011/2012

Variação (%)

Veículos fiscalizados

3034

2806

-7,5

Autos de infração lavrados

1246

1178

-5,4

Veículos retidos

41

37

-9,7

Documentos recolhidos

90

91

+1

Testes com etilômetro

550

661

+20

Condutores autuados por embriaguez

7

7

0