Conexão Tocantins Araguaína

Campo

22/09/2011 - Redação

Foto: Divulgação

Com o objetivo de transformar a produção convencional em tecnológica, sustentável, rastreável e certificável, o Pisa - Programa de Produção Integrada de Sistemas Agropecuários em Microbacias Hidrográficas, do Governo Federal, está sendo implantado no Tocantins. O Programa, que será coordenado pela Seagro – Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, busca a produção de alimentos seguros, com qualidade, agregação de valor, competitividade e geração de emprego e renda.

As estratégias para o início das atividades do Programa no Estado foram discutidas na manhã desta quinta-feira, 23 de setembro, com o secretário executivo da Agricultura, Ruiter Pádua, representantes da Embrapa e técnicos da Secretaria da Agricultura. Na ocasião, foi apresentada a proposta de implantar sete unidades de referência tecnológica demonstrativa em propriedades rurais do Tocantins. Sendo uma na região do extremo Norte e as demais na região de Dianópolis, Porto Nacional, Gurupi, Campos Lindos, Araguaina e Pedro Afonso.

De acordo com informações do secretário executivo da Agricultura, inicialmente serão definidas as áreas, fornecidas pelos produtores, para as demonstrações tecnológicas do Programa. “Esse produtor terá linha de crédito especial para iniciar a atividade e deverá seguir as orientações técnicas do Programa, que propõe atuar em três linhas de ações: Integração lavoura, pecuária e floresta; recuperação de pastagens degradadas e incentivo para o plantio direto”, informou.

Nesta sexta-feira, 23 de setembro, técnicos da Seagro e da Embrapa começam as visitas em propriedades na região de Gurupi, para mobilizar e selecionar os produtores que participarão do Programa. Dia 26, será na região de Pedro Afonso e 27 e 28 na região de Araguaina. (Ascom Seagro)