Conexão Tocantins Araguaína

Polí­cia

07/07/2011 - Redação

O subsecretário de Justiça e Cidadania, Djalma Leandro, realizou durante toda a quarta-feira, 06, visitas às unidades prisionais na cidade de Araguaina. O propósito foi de solucionar a questão do déficit de vagas naquela cidade e acompanhar as obras de reforma da CPPA – Casa de Prisão Provisória de Araguaina, que se encontram em estágio final.

A inspeção foi acompanhada pelo chefe da CPPA - Magno da Silva Reis, do Juiz de Execução, Herisberto e Silva Furtado Caldas bem como de membros da Defensoria Pública do Estado do Tocantins.

Em seguida, o subsecretário visitou o Presídio Barra da Grota, onde as obras de reforma foram reiniciadas estando já em estágio avançado. A visita também foi acompanhada pelo diretor da CPPA, bem como do juiz de execução penal e demais membros da Defensoria Pública.

Segundo Djalma Leandro, a conclusão das obras de reforma desse presídio é de suma importância para o Tocantins, pois desafogará grande parte do sistema prisional do estado e, em especial, da região norte. “O governo do estado tem se empenhado ao máximo a fim de terminar o quanto antes a reforma da unidade prisional Barra da Grota, pois, entende a importância que o presídio representa para a melhoria do sistema carcerário, do Estado do Tocantins”, disse.

Também foi inspecionada pelo subsecretário, a casa que foi alugada para a instalação do regime semi-aberto (Casa do Albergado) de Araguaina, que terá capacidade para abrigar inicialmente quarenta detentos. Na oportunidade, o Subsecretário manifestou o contentamento, por parte da Secretaria de Segurança, Justiça e Cidadania, por poder propiciar aos presos, que cumprem esse regime, uma instalação digna e melhor estruturada para recebê-los.

Para finalizar, o Subsecretário se reuniu na Casa de Prisão Provisória de Araguaina- CPPA, com os agentes administrativos contratados para exercerem suas funções, naquela unidade prisional.

Djalma pediu empenho, dedicação e comprometimento dos novos contratados, ressaltando que eles possuem uma tarefa nobre que é a de tentar ressocializar o cidadão que se encontra encarcerado. Por fim, lembrou a todos para que tenham orgulho de serem servidores, cuja conduta se baseia principalmente em três pilares: Ordem, Disciplina e Hierarquia.

Fonte: Assessoria de Imprensa SSJC