Conexão Tocantins Araguaína

Cultura

29/06/2011 - Redação

Construir em conjunto e de forma democrática a política cultural do Tocantins. Este é o objetivo do “Fórum Estadual de Cultura – Um Novo Olhar sobre a Diversidade Cultural do Estado”, que teve sua quarta etapa iniciada na noite desta terça- feira, 28, no auditório do Palácio Araguaia.

O Fórum, que já percorreu os municípios de Gurupi, Araguaína e Dianópolis reúne em Palmas representantes de diversos setores da cultura tocantinense e segundo a secretária da Cultura, Kátia Rocha, tem como meta levantar as demandas culturais in loco para que a Secretaria da Cultura possa estabelecer uma política cultural que vá ao encontro dos anseios da classe artística.

“Este é um momento ímpar em que o governo quer ir ao artista, quer ouví-lo, para cumprir o compromisso de cuidar das pessoas. Nós fomos a todas regiões do Estado e o que pudemos ver é que temos artistas maravilhosos, que por falta de oportunidades acabaram deixando seus dons de lado. Verificamos que muitos estão desesperançosos e o que queremos é resgatar a fé desses artistas no governo. A participação deles neste Fórum debatendo, dando opinião é um voto de confiança. Nossos artistas só precisam de oportunidade”, enfatizou a secretária. Segundo Kátia Rocha os relatórios gerados no Fórum vão ser avaliados por uma equipe formada por representantes de diversos setores da sociedade e vão basear o desenvolvimento dos editais de cultura do Tocantins.

Para o músico, compositor e poeta Genésio Tocantins, que se apresentou durante a abertura do evento, o Fórum é uma oportunidade de se construir uma gestão cultural de entendimento entre a classe artística e o Governo. “O Fórum é uma ação muito necessária nesse momento. É um espaço aberto, democrático para o debate”, destacou.

A cantora, compositora e membro do Conselho Estadual de Cultura, Mara Rita também ressaltou a relevância do Fórum. “Essa oportunidade é extremamente importante. A cultura tocantinense tem uma diversidade enorme, principalmente aqui em Palmas, onde se encontram pessoas de várias regiões. Então esse debate, essa troca cultural é muito significativa”, frisou a artista, que acrescentou que a cultura tocantinense precisa evoluir.

“Nós passamos um período em que houve trabalho para os artistas, mas não houve evolução cultural. O Fórum é muito importante por isso, pois hoje a classe artística dá uma contribuição madura para a cultura tocantinense e isto é o que vai possibilitar uma evolução, um desenvolvimento dessa cultura”, ressaltou.

Parceria com o MinC

Durante a abertura do Fórum foi firmado o Termo de Adesão ao Sistema Nacional da Cultura entre o Estado e o Ministério da Cultura. O Termo, que já havia sido assinado pelo governador Siqueira Campos, foi também assinado pelo secretário de Articulação Institucional do Ministério da Cultura, João Roberto Peixe, que explicou que a partir do acordo a cultura tocantinense se integra ao sistema nacional.

“A assinatura desse Termo significa integrar a gestão cultural do Tocantins ao sistema nacional. É o primeiro passo para a realização de ações compartilhadas com o Ministério da Cultura. De um trabalho em conjunto que vai contribuir para o desenvolvimento do Estado, pois a cultura não somente desenvolve a parte social ela também gera emprego, renda e oportunidade”, destacou o secretário.

De acordo com a secretária Kátia Rocha o Tocantins é o terceiro Estado brasileiro a aderir ao Sistema Nacional da Cultura e essa ação vai proporcionar mais fortalecimento e crescimento para a cultura tocantinense. "Nós somos o terceiro Estado a aderir e isso já demonstra que estamos à frente. Por meio dessa parceria com certeza a cultura tocantinense se fortalece e vai poder se desenvolver muito mais", frisou a secretária.

Além do Estado também já assinaram o Termo os municípios de Augustinópolis, Axixá do Tocantins, Miracema do Tocantins, Palmas, Sítio Novo e Filadélfia. Segundo o secretário do Minc a intenção é que todos os municípios tocantinenses façam parte do acordo de cooperação.

A programação do Fórum continua nesta quarta-feira, 29, no Espaço Cultural.

Fonte: Secom