Conexão Tocantins Araguaína

Educação

13/06/2011 - Redação

A Secretaria Estadual de Educação realiza nesta terça-feira, 14, a 1ª Audiência Pública da Agenda Territorial de Desenvolvimento Integrado da Alfabetização e Educação de Jovens e Adultos, a partir das 8h na Escola Municipal Vinicius de Moraes, em Palmas.

O evento dá início aos trabalhos da Agenda Territorial, uma ação conjunta entre poder público e sociedade civil organizada, que tem com metas buscar políticas públicas para o fortalecimento da EJA - Educação de Jovens e Adultos, promover acesso ao programa Brasil Alfabetizado e promover ações de incentivo à continuidade dos estudos.

Dados da PNAD – Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, revelaram que no Tocantins, em 2008, a taxa de analfabetismo era de 13,5% da população a partir de 15 anos de idade. A mesma pesquisa apontou que cerca de 25,3% da população são analfabetos funcionais, pessoas adultas com menos de quatro anos de estudos. Para modificar este quadro a Agenda Territorial vai articular estratégias para garantir a todos acesso à educação, e a elevação da escolaridade no Tocantins, além de oferecer o atendimento da EJA nos sistemas prisionais.

Desta primeira reunião participam os representantes da comissão da Agenda Territorial, formado por: Seduc, Secretaria Estadual da Segurança, Justiça e Cidadania, Ministério Público, UFT, Unitins, Ulbra, Sintet, Sistema S, Undime – União dos Dirigentes Municipais de Educação, além de estudantes, professores e diretores das escolas públicas e particulares da capital. Também foram convidados os prefeitos de Aparecida do Rio Negro, Novo acordo, São Félix, Mateiros, Lagoa do Tocantins, Santa Tereza, Lajeado e Rio Sono, cidades que fazem parte da Diretoria Regional de Ensino de Palmas (DRE).

A intenção da Seduc é que ainda este ano sejam realizadas outras 12 audiências públicas da Agenda Territorial nos municípios sede das DREs de Araguaina, Arraias, Araguatins, Dianopólis, Porto Nacional, Gurupi, Paraíso, Pedro Afonso, Miracema, Colinas, Guaraí e Tocantinopólis.

Fonte: Assessoria de Imprensa/Seduc