Conexão Tocantins Araguaína

Educação

01/06/2011 - Redação

Foto: Manoel Lima

Técnicos das Diretorias Regionais de Ensino de Araguaína, Tocantinópolis, Araguatins e Colinas estão participando de 26 maio a 4 de junho de uma capacitação que tem por objetivo auxiliar nas ações de monitoramento da educação nos municípios. O curso é oferecido pelo MEC - Ministério da Educação, FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, Seduc – Secretaria Estadual da Educação, em parceria com a Undime/TO – União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação.

Durante as oficinas os servidores são orientados sobre a necessidade do correto preenchimento dos relatórios enviados para o MEC/FNDE, a partir dos quais são disponibilizados os recursos para os projetos na área da educação nos estados e municípios.

Na formação os participantes recebem também treinamento sobre como utilizar o Simec - Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle, imprescindível para a implementação do PAR - Plano de Ações Articuladas do MEC.

PAR

O PAR é um dos pilares do Plano de Desenvolvimento da Educação e objetiva um planejamento multidimensional da política educacional que cada município e estado para melhorar a qualidade da educação no país. As informações ficarão disponíveis para monitoramento do Ministério da Educação (MEC) e do FNDE, que irão auxiliar os gestores na identificação e solução de problemas na execução das atividades planejadas.

A superintendente de Administração do Sistema Educacional da Seduc, Ângela Maria Matos explica que o monitoramento é a principal ferramenta para traçar o diagnóstico da realidade escolar. “Nos últimos anos o PAR nos municípios e no Estado estava desarticulado, o que pode trazer sérias consequências, como a não liberação dos recursos para a educação. Às vezes o município deixa de receber recursos para reforma de uma escola, por exemplo, porque não informou no sistema que a escola precisava de reforma", conta.

Segundo a superintendente, a meta da Seduc é oferecer condições para que o monitoramento seja efetuado de forma correta. “Queremos dar a visibilidade necessária para o PAR. Para isso, foi criada uma coordenação que vai cuidar exclusivamente da consultoria servindo de apoio para os municípios", pontua.

Fonte: Ascom Seduc