Conexão Tocantins Araguaína

Estado

01/04/2011 - Redação

O Núcleo Regional da Defensoria Pública em Araguaína realizou na quarta- feira, 30, o Programa “Defensoria Itinerante”, no município de Babaçulândia do Tocantins. Foram atendidas 92 pessoas, entre elas os impactados pela Construção da Usina Hidrelétrica de Estreito (UHE Estreito) na divisia do Estado do Tocantins e o Estado do Maranhão.

Segundo os defensores públicos Rubismark Saraiva Martins e Uthant Vandré Nonato Moreira, que realizaram os atendimentos, entre as demandas estavam ação de alimentos, guarda, retificação de registro civil, investigação de paternidade, divórcio; com destaque para Ações de Indenização aos impactados pela Construção da UHE Estreito.

“Atendemos cerca de 35 pessoas que tiveram seus direitos corrompidos quanto à indenização de suas terras com a construção da Usina. São pessoas que se sentiram prejudicadas por não ter uma avaliação correta do valor de suas propriedades e, portanto, receberam um valor injusto e até mesmo pessoas que, se quer, foram indenizadas”, afirmou o defensor público Rubismark Saraiva Martins.

A defensora pública Luciana Oliani, juntamente com a equipe de Assistência Social e Pedagógica, e o pastor Marivaldo Pereira de Amorim, realizaram atendimentos às detentas da Cadeia Feminina de Babaçulândia, onde distribuíram kits de higiene pessoal e prestaram esclarecimentos às presas sobre violência doméstica. O pastor Marivaldo ainda fez um trabalho de evangelização.

Fonte: Assessoria de Imprensa/ Defensoria Pública