Conexão Tocantins Araguaína

Estado

31/01/2011 - Redação

A pedido do Ministério Público Estadual (MPE) a Justiça de Araguaina condenou o ex-prefeito de Aragominas, 400 km de Palmas, Divino Pereira da Silva, a cumprir 44 anos de cadeia em regime fechado.

De acordo com a Ação proposta pelo MPE, o ex-gestor firmou convênio com o Banco Matone a fim de obter empréstimos consignados em folha por parte de servidores municipais, porém, quem teria usufruído deste benefício seria o próprio prefeito entre os anos de 2005 e 2008

O ex-gestor é acusado ainda de adulterar documentos expedidos pela prefeitura a fim de aumentar a margem de empréstimo. Contracheques falsos teriam sido utilizados por pessoas que se passavam por secretários municipais, com intuito de se apropriar de dinheiro público.

Diante dos fatos os promotores de justiça Benedicto de Oliveira Guedes e Octahydes Ballan Júnior propuseram a Ação para que o ex-gestor fosse condenado por desvio de verbas públicas, falsificação e uso irregular de documento público e formação de quadrilha.

Em março do ano passado, também a pedido do MPE, a Justiça já havia decretado a prisão preventiva do ex-prefeito, que ficou preso durante 47 dias.

Fonte: Assessoria de Imprensa MPE-TO