Conexão Tocantins Araguaína

Estado

06/12/2010 - Redação

O governador Carlos Henrique Gaguim em evento com o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, participou nesta segunda-feira, 6, no Palácio do Planalto, em Brasília, do “ Encontro com prefeitos e governadores”. Na presença de ministros de Estado, governadores, prefeitos e representantes do primeiro escalão, o presidente Lula anunciou novas obras do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC 2 e realizou um balanço dos oito anos de sua gestão. Nesta etapa de liberação de recursos, foram contempladas as cidades tocantinenses Palmas e Araguaina, nos eixos “Cidade Melhor e Comunidade Cidadã”.

“São três obras importantes para Palmas e também para Araguaina”, afirmou Carlos Gaguim, reforçando que a conquista é fruto de seu empenho, nas reivindicações em Brasília. Por meio do eixo Cidade Melhor, serão realizadas obras de habitação, saneamento, encostas, pavimentação e drenagem; já no eixo Comunidade Cidadã, foram contempladas as Unidades de Pronto Atendimento - UPA, Unidades Básicas de Saúde – UBS, além da construção da Praça do PAC.

Os governadores presentes também acompanharam o balanço dos índices de desenvolvimento, dos municípios e Estados, durante a gestão do presidente Lula. “É um balanço positivo dos trabalhos das equipes, e sem dúvida uma mensagem de esperança ao povo brasileiro e tocantinense”, destacou o governador, referindo–se, por exemplo, às demais obras contempladas pelo PAC, como as eclusas.

Segundo a coordenadora do Grupo Executivo do PAC, Miriam Belchior, também presente ao evento, o PAC deixa ao país um legado de crescimento e infra-estrutura. A coordenadora e futura ministra do Planejamento, no governo Dilma Rousseff, destacou as eclusas de Tucuruí e Estreito para o escoamento das safras, que representarão um grande avanço na economia do país.

Acompanhou o governador no Palácio do Planalto, o subsecretário de Representação, Evandro Campelo.

PAC 2

A segunda versão do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC 2 prevê investimentos totais de R$ 1,59 trilhão entre 2011 e 2014.

Fonte: Ascom – Representação - Brasília