Conexão Tocantins Araguaína

Polí­tica

21/11/2010 - Redação

Foto: Divulgação

Neste domingo, 21, dirigentes, vereadores e filiados petistas se reuniram no auditório do Sintet de Araguaina, para o 2º Seminário Regional de Avaliação das Eleições 2010. Nas discussões, os petistas, ressaltaram, em sua maioria, que o partido saiu fortalecido do processo eleitoral, mesmo sem ter eleito deputado federal e senador.

“Acredito que saímos fortalecidos, mas as quatro candidaturas para deputado federal foi a nossa maior falha, se tivéssemos apenas um candidato, teríamos elegido um deputado federal petista”, destacou a deputada estadual eleita Amália Santana.

Embora também tenha destacado o fortalecimento do partido nestas eleições, para Célio Moura o que prejudicou o PT foi a retirada da candidatura própria. “O que faltou foi a nossa candidatura própria. Se tivéssemos mantido causaríamos o segundo turno e provocaríamos um debate qualificado”, avaliou. Já para o coordenador da região de Araguaina, João Batista, o partido agiu certo em retirar a candidatura. "Não adiantava disputar sem termos chances de ganhar", disse.

A exemplo do que aconteceu no primeiro Seminário, realizado no sábado, 20, em Augustinópolis, os petistas apontaram como negativo a retirada da candidatura, a aliança com o PMDB e as quatro candidaturas para deputado federal.

Para o vice-prefeito de Aragominas, Antônio Libânio, o PMDB errou ao aceitar que seus candidatos pedissem votos publicamente para os candidatos da outra coligação. E destacou ainda que a postura do prefeito de Palmas, Raul Filho (PT), também foi nociva ao partido. “Estas posturas atrapalharam as eleições, mas ainda assim conseguimos um saldo positivo, pois agora temos mais dois deputados estaduais e esses com o DNA petista”.

Infidelidade

Outro ponto bastante discutido foi a questão da infidelidade partidária. “Temos 97 vereadores e mais da metade não apoiaram os candidatos do PT porque estavam preocupados apenas com as próximas eleições municipais”, disse o secretário de Assuntos Institucionais do PT, José Geraldo. Ainda segundo ele, os pedidos de punição para os casos de infidelidade devem ser encaminhados ao Diretório Estadual. “A Executiva não vai sair caçando infiéis, cabe aos petistas dos municípios enviar relatório e solicitar a punição daqueles que não cumpriram a resolução destas eleições e o Estatuto do Partido”.

Formação

O presidente estadual do PT, Donizeti Nogueira, avaliou positivamente os seminários realizados neste fim de semana. “O PT é o único partido que discute com sua militância o processo eleitoral, tanto antes quanto depois. Estou muito satisfeito com a qualidade dos debates e com os encaminhamentos”, disse. Donizeti ainda informou que o PT iniciará os processos internos de formação política já no próximo ano.

Municípios

Participaram do Seminário petistas de Araguaina, Angico, Araguanã, Aragominas, Barra do Ouro, Carmolândia, Campos Lindos, Darcinopólis, Piraquê, Riachinho, Wanderlândia, Santa Fé do Araguaia e Tocantinópolis.

Fonte: Assessoria de Imprensa PT