Conexão Tocantins Araguaína

Estado

18/10/2010 - Redação

A 6ª Promotoria de Justiça de Araguaina requisitou do prefeito Félix Valuar Barros (DEM), no último dia 06, o envio de informações e documentos relativos ao processo de seleção para prestação de serviço de mototaxi no município. A solicitação deve-se às inúmeras reclamações prestadas por candidatos que participaram da concorrência pública e que supostamente teriam sido prejudicados pela má condução do processo.

As principais irregularidades apontadas referem-se à veracidade das certidões comprobatórias de tempo de exercício no serviço apresentadas pelos candidatos, que precisariam ser confirmadas pela equipe de avaliação, principalmente tendo em vista a pontuação expressiva do documento em relação a outros itens do edital; a aceitação de certidão emitida somente pela empresa Coopermoto, que, segundo os candidatos, encontra-se com alvará de concessão vencido; a constatação de candidatos que possuem emprego formal e foram aprovados na seleção, o que é vedado pelo edital, dentre outros pontos.

Diante das reclamações, o promotor de justiça Alzemiro Wilson Peres deu prazo de 10 dias para que a prefeitura encaminhe à promotoria cópia da documentação apresentada pelos participantes do processo seletivo e informe sobre as medidas tomadas para evitar eventual falsificação de documentos ou aprovação de candidatos que não atendam aos requisitos previstos no edital.

Fonte: Assessoria de Imprensa MPE