Conexão Tocantins Araguaína

Palmas

18/12/2009 - Redação

Foto: Marcio Vieira

A partir da posse dos novos Juízes substitutos nesta sexta-feira (18), todas as Varas e Comarcas do Estado terão Magistrados para atender às demandas judiciais, segundo a presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJ-TO), desembargadora Willamara Leila. “Teremos Juízes em todas as 115 Varas do Estado e 14 Magistrados no quadro de Juízes substitutos, mantendo o Judiciário sempre célere”, afirmou a desembargadora.

Os Juízes foram empossados em sessão solene, no final da tarde desta sexta. O evento foi realizado no Pleno do TJ-TO e contou com a presença de familiares dos magistrados e autoridades. Dos 20 convocados, 19 tomaram posse.

O TJ-TO, que contava com 115 Juízes e 12 desembargadores, agora passa a contar com 134 magistrados. De acordo com a desembargadora, atualmente estão em trâmite no judiciário 273.226 processos, média de 2.376 processos por Juiz. “Hoje, de imediato reduzimos ao número de 2.039 processos para cada Juiz”, disse a presidente ao se referir à incorporação dos novos magistrados. Segundo Willamara Leila, a princípio alguns Juízes empossados ficarão nas Comarcas de Palmas e Araguaina, para auxiliar as Varas com grande volume de processos. “Ainda precisamos de mais magistrados para desenvolver um trabalho de excelência. Mas acredito que esses Juízes hoje empossados farão a diferença no judiciário e, à medida que houver necessidade, vamos convocar mais”, disse.

Discursando em nome dos Juízes, o magistrado Jorge Amâncio de Oliveira relembrou a família, os amigos e as dificuldades enfrentadas até o momento de conquista. “Hoje, empossados no cargo, e também aqueles que já se empossaram antes e os que virão em breve, todos nós tivemos horas, dias, meses anos de dedicação. E ao assinarmos o termo de posse, podemos dizer: valeu a pena!”, ressaltou.

Discursos

O presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Tocantins (ASMETO), Allan Martins, colocou-se à disposição. “Temos convicção que cada um dos senhores está preparado para assumir a magistratura”, disse.

Já o vice-presidente da Associação dos Magistrados do Brasil, desembargador Ademar Mendes Bezerra, destacou a responsabilidade dos magistrados. “Ser Juiz é ser também um sacerdote. A sociedade brasileira espera um juiz correto, que viva a sua Comarca”, frisou.

O governador em exercício, Eduardo Machado, desejou boas-vindas aos empossados. “A sociedade tocantinense clama por esperança e capacitado por isso os recebe de braços abertos”, afirmou.

Agenda

Devido a compromissos em Brasília, o Ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Napoleão Nunes Maia Filho, não pode comparecer ao evento. Durante a sessão, o servidor Jadir Oliveira leu uma carta enviada pelo ministro, agradecendo o convite e justificando sua ausência.

Participaram da solenidade: o Tenente Coronel e Comandante do 22º Batalhão de Infantaria, Marco Antônio Martim da Silva; a Diretora do Fórum de Palmas, Juíza Ângela Prudente; a Defensora Pública, Estellamaris Postal; o Advogado e representante da OAB/TO, Mauro Ribas; a Diretora Geral, Rose Marie de Thuin; a Diretora da Escola Judiciária, Maria Luiza Nascimento; os Desembargadores, Antônio Félix; Jacqueline Adorno; Marco Villas Boas; Daniel Negry; José de Moura Filho; e Carlos Souza.

Fonte: Assessoria de Imprensa TJ-TO