Conexão Tocantins Araguaína

Geral

08/12/2009 - Gilson Cavalcante

A propósito da rebelião do Presídio Barra da Grota, em Araguaina, ocorrida no final de semana, o deputado Osires Damaso (DEM) subiu à tribuna na sessão desta terça-feira, 8, para sustentar que o sistema de segurança do Estado está um caos. Na sua avaliação, a capacidade dos presídios não suporta mais a superlotação, o que obriga os detentos a serem submetidos a condições “desumanas” de tratamento.

Damaso relatou que o número de agentes penitenciários é pequeno para a demanda, além de “carga horária excessiva e remuneração abaixo do merecido”. Ele destacou que em Paraiso do Tocantins a cadeia pública abriga mais de 60 presos e possui em seu efetivo, para os dias de visita – mais de 80 pessoas aos domingos – apenas três agentes penitenciários fazem a segurança.

“A Segurança Pública está prestes a entrar em colapso, pois não temos policiais suficientes, não existem viaturas e, quando existem, não há combustível”, critica o parlamentar do Democratas, para quem os delegados de polícia e agentes temem falar sobre a questão para não sofrerem represálias, “pois quando reclamam e expõem os problemas são transferidos, com forma de punição”, acrescenta.