Conexão Tocantins Araguaína

Polí­tica

24/09/2008 - Redação

Dois dos três candidatos à prefeitura de Araguaia -TO são os maiores financiadores de suas próprias campanhas, é o que informa matéria publicada no portal globo.com. O terceiro concorrente na cidade, que ainda não colocou recursos próprios na corrida eleitoral, já arrecadou R$ 125 mil.

O candidato pelo PT, Célio Moura, declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter arrecadado R$ 280.525 para financiar sua candidatura. Desse total, R$ 279 mil foram doados pelo próprio candidato.

“Eu não esperava ter que fazer isso. Entrei na campanha achando que ia ter como arrecadar fundos. Mas a campanha acirrou e tive que vender a minha propriedade”, explicou o candidato, responsável por 99% dos recursos empregados na candidatura.

Moura explica que dos R$ 400 mil arrecadados com a venda do imóvel, apenas parte foi aplicada na campanha. “O restante do dinheiro eu ainda não recebi. Só a primeira parte foi paga”, lamentou.

Nas eleições de 2004, Moura também foi candidato ao cargo de prefeito, quando conseguiu 48,5% dos votos da cidade. “Isso me faz ficar confiante de que tenho muitas chances de ganhar desta vez”, explicou. Em 2006, ele tentou o cargo de senador, mas não se elegeu – obteve 28.043 votos.

Já o candidato Ronaldo Dimas (PSDB) injetou R$ 156,3 mil em sua candidatura, o equivalente a 65% do total arrecadado por sua campanha. “Não é questão de valer a pena ou não. Uma parte dos recursos é de empréstimos familiares e de amigos, que acreditam na campanha. É aquele negócio, você paga se der certo e quando puder. Outra parte são recursos meus, das minhas economias”, explicou.

Nas eleições de 2002, Ronaldo foi eleito para o cargo de deputado federal de Tocantins com 29.359 votos.

O terceiro candidato à prefeitura de Araguaína, Félix Valuar de Sousa Barros (DEM), não realizou nenhuma doação para sua campanha. Dos R$ 125,7 mil arrecadados, R$ 7.950 foram doados por pessoas físicas e R$ 22.750 por pessoas jurídicas. A maior parte, 75%, são recursos do comitê e/ou de outros candidatos, no valor de R$ 95 mil, de acordo com o TSE.

Valuar, que atualmente é deputado estadual, eleito com 20.414 votos em 2006, explica que não guardou dinheiro para investir na campanha. “Conto com a colaboração do comitê e de amigos, pois ao longo de 23 anos criamos um patrimônio político independente em Araguaína”, disse.

 

Fonte: globo.com

Por: Redação

Tags: Araguaina, Campanha, Política